Terça-feira, 27 de Maio de 2008

Festa FATAL - Entrega de Prémios e Encerramento do FATAL 2008

Sábado, 31 de Maio | 22 horas | Cabaret Maxime, Lisboa


O Cabaret Maxime vai ser FATAL!


Se, para ti, a noite ideal é passada com muita música e dança e, ainda por cima, com “cheirinho” a teatro, então não vais perder a Festa FATAL - Sábado, dia 31 de Maio, no Cabaret Maxime - o último destino do FATAL2008, a fechar a sua nona edição.


Na Festa FATAL, não vão faltar actores e encenadores para animar a noite, que começa com a entrega dos Prémios FATAL aos grupos de teatro universitário que se destacaram nesta edição do festival.


Pelas 24 horas, os “Les Pastis” vão dar música até às tantas, pelas mãos da DJ Miss Nicotine, residente no Maxime e Velvet, e Filipe Nabais, também residente no Velvet e Incógnito.


Do Bairro Alto ao Cabaret Maxime é… um pulinho! Aparece para comemorar connosco a noite mais FATAL do ano!


Publicado por Organização às 11:14
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Quinta-feira, 15 de Maio de 2008

E depois de ir ao teatro... escrever a crítica!

Nesta oficina dedicada à crítica de teatro vamos trocar a acção de ver e ler, conjugar os dois verbos ao mesmo tempo, fazê-los rimar. 

 

Para ler é preciso ver, e o contrário?  Começamos por ler o que não interessa para pôr o olhar a ver. Depois, deixamos que a visão leia o que lhe interessa e,  por fim,  ensaie os seus pontos de vista.

 

Partiremos de textos críticos diversos,  da culinária e do desporto até às artes plásticas e ao teatro, para depois assistirmos em grupo ao espectáculo 'Dar corpo ao manifesto', integrado no FATAL 2008. De volta à Escrever Escrever a escrita irá funcionar como um veículo para ler por dentro.
 

A quem se destina

A todos aqueles que através de uma oficina prática queiram descobrir novos pontos de vista sobre um espectáculo e explorar a escrita sobre teatro.

 

Data

17 de Maio de 2008

 

Horário

14h às 20h

 

Local

Escrever Escrever

Praça Luís de Camões, N.º 36 - 3º Direito | Chiado

Tel.: +351 911 197 797 | +351 210 962 158

Endereço electrónico: info@escreverescrever.com

 

Preço

50 € (inclui bilhete para o teatro)

 

Formador

Pedro Manuel

 

Inscreve-te AQUI

 

Co-produção | Escrever Escrever e FATAL (Festival Anual de Teatro Académico de Lisboa)

 

 


Publicado por Organização às 12:27
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Quarta-feira, 14 de Maio de 2008

Crónica FATAL

Viagens, assassínios, amores, guerras interiores que se transformam em grandes manifestações artísticas e que tornam o acto de criação teatral numa intervenção político-social dos jovens universitários.

 

Quem ainda acredita que os estudantes universitários vivem adormecidos e ao sabor do vento engana-se. O FATAL chegou a Lisboa para dar voz, pela nona vez consecutiva, a grupos de estudantes oriundos de várias faculdades do país.  Sim, o FATAL é teatro, mas acima, de tudo, o FATAL é o espaço que os estudantes unversitários encontram para dar largas à sua criatividade e irreverência. Como Adolfo Gutkin exprimiu e bem, “O Teatro Universitário é um local, uma etapa da vida e um local irrepetível. É agora ou nunca.” Com uma energia inesgotável, os jovens universitários portugueses têm trazido até ao palco do FATAL a urgência de viver, a urgência de mudar o mundo, a urgência de sentir que, com muita dedicação, tudo é possível.

 

Ao fim de 9 dias, o público do FATAL assistiu a 17 espectáculos de teatro, peças e performances que, com tonalidades e temáticas distintas, abanaram a cidade de Lisboa lançando debates sobre questões pouco discutidas fora do âmbito universitário. Provocando perplexidade, como os espectáculos Máquina-Édipo, do grupo GTN, Os Últimos, do grupo 2ª Circular, ou Aniquila, do grupo GTIST, emaravilhamento, com a peça Os Feios, do grupo GRETUA e surpresa, com as peças A Cantora Careca, do grupo MISCUTEM e A Corda, do grupo GTUL, e muitas perfomances, a nona edição do FATAL é, mais do que nunca, uma verdadeira ebulição de criatividade teatral.

 

As tertúlias do FATAL têm-se prolongado pela noite dentro com debates em torno dos estilos de interpretação, conceitos de encenação e a grande dicotomia entre a verdade cénica e o papel do espectador na interpretação de uma peça. Entre os convidados das tertúlias FATAL estiveram presentes Eugénia Vasques, Rui Pina Coelho, Maria João Brilhante e adidos culturais de embaixadas, entre outros, que tornaram as tertúlias num momento único de reflexão crítica sobre os espectáculos.

 

Até ao final de Maio, o FATAL vai continuar a dar que falar...
 


Publicado por Organização às 18:05
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Quarta-feira, 7 de Maio de 2008

Conferência - Debate: Teatro e Direito

Quarta-feira, 7 de Maio | 16h30 | Entrada Livre

Sala de Audiências da Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa

 

No âmbito do FATAL 2008 – Festival Anual de Teatro Académico de Lisboa, a Sala de Audiências da Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa vai ser palco de discussão sobre as ligações entre Teatro e Direito, no dia 7 de Maio, pelas 16h.

 

Não será a essência do Direito a mestria da representação num tribunal? O que têm em comum Luiz Francisco Rebello, António Malaquias de Lemos, José Morais e Castro e Luís Filipe Borges? Duas paixões, pelo menos: o Teatro e o Direito.

 

A conferência-debate “Teatro & Direito” irá reflectir sobre o papel do teatro como pedagogia do Direito com intervenções dos Professores Eduardo Vera Cruz e Fernanda Palma, ambos da Faculdade de Direito, José Barata Moura, da Faculdade de Letras, da Professora Maria Helena Serôdio, do Centro de Estudos Teatrais da Faculdade de Letras, e do escritor e humorista Luís Filipe Borges, que integrou, ao longo de 7 anos, o Cénico de Direito, grupo de teatro universitário da Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa.

 

A Faculdade de Direito acolhe esta iniciativa do FATAL 2008 no ano em que o Festival homenageia António Malaquias de Lemos, o fundador do Cénico de Direito, o grupo de teatro universitário mais antigo de Lisboa.

 

Organização e Informações

Reitoria da Universidade de Lisboa
Divisão de Actividades Culturais e Imagem da DSRE
Tel.: +351 210 113 406
Fax: +351 217 963 151
Endereço electrónico:fatal@reitoria.ul.pt
www.fatal2008.ul.pt | www.fatal.ul.pt


Publicado por Organização às 15:20
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Sexta-feira, 2 de Maio de 2008

Vem aí o FATAL 2008...

O FATAL 2008 traz emoção, debate e vida à cidade de Lisboa

 

Já na próxima segunda-feira, 5 de Maio, o FATAL 2008 volta à cidade de Lisboa, com peças de teatro, performances e muitos eventos nas mais diversas áreas.

 

Vindos de faculdades do Minho, do Porto, de Aveiro, de Coimbra, da Covilhã de Lisboa e de Évora, o Festival conta com 29 grupos de teatro universitário que chegam à capital alfacinha de vários pontos do país e de duas cidades espanholas, Sevilha e Vigo. Encenadores como Gonçalo Amorim, Pedro Penim, Diogo Bento, Susana Vidal, Pedro Wilson e Ávila Costa estão por trás do palco do FATAL 2008, um verdadeiro laboratório da dramaturgia!
 
No total, são 21 as peças de grupos de teatro universitário que o FATAL 2008 exibe, de 5 a 31 de Maio: 16 grupos estreiam o seu trabalho no Teatro da Politécnica e 5 utilizam espaços alternativos, entre as suas faculdades e a Casa Conveniente. Os grupos de teatro universitário e de dança prepararam ainda 12 performances que vão animar as ruas e os bares do Bairro Alto. 
 
Para além do teatro dentro de portas, as performances, momentos em que os grupos de teatro e de dança universitários dão asas à sua criatividade, vão dar vida às ruas de Lisboa, e em particular ao Bairro Alto, ao longo de todo o mês de Maio, com 12 espectáculos e 19 exibições.
 
O FATAL reserva ainda para este ano duas estreias nacionais absolutas: a Revista Fatal, Publicação Anual de Teatro Universitário, que será lançada a 5 de Maio, dia da Apresentação Pública do festival, e o concerto do Coro da Universidade de Lisboa Missa Tiburtina, de Gilles Swayne, na Igreja de São Domingos, no Rossio, nos dias 23 e 30 de Maio.
 
2 workshops, de Fotografia e Crítica de Teatro, a conferência-debate sobre Teatro e Direito a 7 de Maio na Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa, e as 2 instalações que vão decorar Lisboa ao ar livre, Lx Tek e Zigurate, completam a programação do FATAL 2008, que encerra este ano no Cabaret Maxime com uma Festa e a Entrega dos Prémios FATAL: o Prémio FATAL, o Prémio FATAL – Cidade de Lisboa e o Prémio FATAL do Público, em colaboração com o jornal O Público. 

Links úteis:

http://www.fatal2008.ul.pt

http://www.fatal.ul.pt


Bilhetes | Reservas | Inscrições:
 
Bilhetes à venda a partir das 18h30:

Teatro da Politécnica | Rua da Escola Politécnica, 56;
5€ Público geral, 3€ Estudantes e profissionais das artes do espectáculo
Reservas: Divisão de Actividades Culturais e Imagem da DSRE | Tel. 21 011 34 06

 

Organização | Informações:
 
Reitoria da Universidade de Lisboa
Divisão de Actividades Culturais e Imagem da DSRE
Tel. 21 011 34 06
E-mail: fatal@reitoria.ul.pt


Publicado por Organização às 18:09
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

.Sobre o Festival

.Pesquisar neste blog

 

.Abril 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


.Posts recentes

. FATAL nos Bastidores - No...

. FATAL Outras Cenas - Work...

. FATAL Outras Cenas - Work...

. FATAL Outras Cenas - Itin...

. FATAL Outras Cenas - Form...

. FATAL Outras Cenas - Form...

. O Júri do FATAL 2009

. Prémio FATAL 2009

. Prémio FATAL - Cidade de ...

. Prémio FATAL do Público 2...

.Arquivos

. Abril 2010

. Março 2010

. Outubro 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Junho 2007

. Maio 2007

.Tags

. todas as tags

.Links

.Participar

. Participe neste blog