Quinta-feira, 25 de Março de 2010

FATAL Outras Cenas - Workshops

Voz para Teatro

Coordenação de Pedro Bargado


26 a 30 de Abril de 2010 | 14 horas às 18 horas
Sala de Conferências da Reitoria da Universidade de Lisboa


 

Neste workshop, onde o produto final é a palavra e o instrumento dela é a voz, pretende-se através de exercícios práticos e direccionados para o aperfeiçoamento vocal em teatro e canto, ir á conquista desse controlo vocal e fisico, despertando para o mundo de possibilidades que este instrumento tão precioso nos oferece.

A postura, relaxamento, respiração, áreas de ressonância, entre outros factores importantes, serão abordados de forma clara e objectiva de modo a facilitar a compreensão do actor e este entrar no seu campo criativo sem dúvidas.



Pedro Bargado - Currículo

Pedro Bargado é intérprete e compositor de diversos temas musicais bem conhecidos de todos através de novelas como "Saber Amar", "Morangos com Açúcar" e "Tu e Eu", e já conta com uma vasta experiência de teatro, da qual se destacam as peças 2007 - "Provavelmente uma Pessoa" – de Abel Neves, "Jacques e o seu Amo" - de Milan Kundera, apresentado no Teatro da Trindade, "D´EÇA" - de Eça de Queiroz e "O Meu Pé de Laranja-Lima" – de José Mauro Vasconcelos, apresentado pelo Pequeno Palco de Lisboa. Em Televisão participou em programas como "Academia de Estrelas", "Chuva de Estrelas" e "Canções da Nossa Vida", em telenovelas como "Morangos com Açúcar" e "Mundo Meu" e na série "Segredo de Justiça".
Regularmente, compõe e interpreta músicas para peças de teatro e programas de televisão, e também faz dobragens para séries e filmes de animação. Foi membro do grupo Gospell "Shout" e fez backvocals com Sara Tavares e Tó Cruz. Em "Jesus Cristo Superstar" mostra todo o seu potencial de cantor e actor encarnando a polémica personagem de Judas. No musical "West Side Story" faz o papel de Bernardo e também no Politeama foi o compositor das músicas da peça infantil "O Meu Pé de Laranja Lima".



Inscrições até ao próximo dia 23 de Abril* | 40 euros por pessoa | limite de 20 pessoas. Tel.: +351 210 113 406 | fatal@reitoria.ul.pt

* A inscrição só é considerada válida após o pagamento na Fundação da Universidade de Lisboa, através da Divisão de Actividades Culturais e Imagem, Reitoria da Universidade de Lisboa.

 

Organização, inscrições e informações:
Reitoria da Universidade de Lisboa
Tel. 21 011 34 06 | www.fatal.ul.pt | fatal@reitoria.ul.pt

 


Publicado por Organização às 14:54
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Quinta-feira, 29 de Outubro de 2009

FATAL Outras Cenas - Itinerância de Espectáculos



O FATAL – Festival Anual de Teatro Académico de Lisboa, uma organização da Reitoria da Universidade de Lisboa, criou, em 2008, uma plataforma de programação anual específica para a área do Teatro Universitário sob a designação genérica de Fatal Outras Cenas que extravasa o período do Festival.



O Festival Anual de Teatro Académico de Lisboa levou, em itinerância durante 3 anos, a festa do Teatro Universitário ao Auditório do Centro Cultural de Vila Nova de Foz Côa, onde o teatro universitário se tornou uma referência para a população local. Este ano, o Fatal conquista um novo espaço no país, Sines, apresentando um espectáctulo da 10.ª edição no Centro de Artes desta cidade.



12 Dez. Centro de Artes de SinesMenção Honrosa FATAL 2009
Você Está Aqui
Criação colectiva do GEFAC
GEFAC - Grupo de Etnografia e Folclore da Academia de Coimbra,
da Universidade de Coimbra.



RESERVAS Centro de Artes de Sines Telf.: + 351 269 860 080


Organização e informações:
REITORIA – Divisão de Actividades Culturais e Imagem da DSRE, em parceria com o Centro de Artes de Sines - Câmara Municipal de Sines
Tel. 21 011 34 48 | www.fatal.ul.pt | fatal@reitoria.ul.pt


 


Publicado por Organização às 15:50
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Quinta-feira, 15 de Outubro de 2009

FATAL Outras Cenas - Formação

"Dilatação do Tempo Presença", com O Bando

Coordenação de João Brites


30 e 31 de Outubro, e 1 de Novembro de 2009, Vale de Barris (Palmela)

João Brites tem vindo a desenvolver, nos últimos anos, a partir da sua experiência como professor na Escola Superior de Teatro e Cinema, uma reflexão e prática acerca do trabalho de actor que designa de “Consciência do Actor em Cena”.



 

Este vocabulário cénico tem sido elaborado a partir dos exercícios com os actores e da percepção do espectador. Nesse sentido, não se trata de uma actividade de laboratório mas de um método sempre conduzido em função do que pode, ou não, ser apreendido pelo público.



De modo a explorar e desenvolver esta consciência do actor, os exercícios irão trabalhar os diferentes planos de expressão (corporalidade, oralidade e interioridade). Dar-se-á especial atenção à capacidade de gerir o tempo presente e abordar-se-ão noções de direccionalidade, qualidade do olhar e ponto de fuga. Tentar-se-á despertar uma certa ambiguidade através da gestão do tempo cénico e da utilização da contenção e desenvolver-se-á ainda a capacidade dos actores comentarem o trabalho uns dos outros (e inclusivamente o seu próprio), podendo esse comentário cénico ser elaborado tanto dentro como fora da acção - indicando já transformações face à consciência do actor em cena.



Inscrições até ao dia 21 de Outubro | 100 € por pessoa | limite de 12 pessoas.
Tel.: +351 210 113 406 | fatal@reitoria.ul.pt

* A inscrição só é considerada válida após o pagamento na Divisão de Actividades Culturais e Imagem, na Reitoria da Universidade de Lisboa.



Organização, inscrições e informações:
REITORIA – Divisão de Actividades Culturais e Imagem da DSRE, em parceria com o Teatro "O Bando"
Tel. 21 011 34 48 | www.fatal.ul.pt | fatal@reitoria.ul.pt



Publicado por Organização às 14:57
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Quarta-feira, 7 de Outubro de 2009

FATAL Outras Cenas - Formação

"Planos de Expressão do Actor", com O Bando

Coordenação de João Brites


23, 24 e 25 de Outubro 2009, Vale de Barris (Palmela)

Este workshop destina-se apenas a quem tenha frequentado o 1.º módulo – Dilatação do Tempo Presença, realizado em 2008

 

 

João Brites tem vindo a desenvolver, nos últimos anos, a partir da sua experiência como professor na Escola Superior de Teatro e Cinema, uma reflexão e prática acerca do trabalho do actor que designa de Consciência do Actor em Cena

Nesta Formação, depois da primeira etapa desse estudo se ter debruçado sobre a Dilatação do Tempo Presença, neste segundo módulo focar-nos-emos nos Planos de Expressão (corporalidade, oralidade e interioridade). Procuraremos juntar à equipa de formadores, especialistas em cada uma destas Dessa forma, procurar-se-á enriquecer o discurso e a prática sobre cada um dos planos e dos três em conjunto, recorrendo a pretextos como a consonância a dissonância desses mesmos planos.


Desenvolver-se-ão algumas noções anteriormente abordadas como ferramentas da Consciência do Actor em Cena.


Ao longo da Formação experimentar-se-ão diferentes exercícios cénicos onde o acaso e as coincidências desempenham papéis tão importantes como as motivações conscientes. Estes exercícios pretendem também desenvolver, através da dramaturgia do actor, a consciência da teatralidade de cada um.


Inscrições | 100 € por pessoa | limite de 12 pessoas.
Tel.: +351 210 113 406 | fatal@reitoria.ul.pt

* A inscrição só é considerada válida após o pagamento na Divisão de Actividades Culturais e Imagem, na Reitoria da Universidade de Lisboa.

 

Organização, inscrições e informações:
REITORIA – Divisão de Actividades Culturais e Imagem da DSRE, em parceria com o Teatro "O Bando"
Tel. 21 011 34 48 | www.fatal.ul.pt | fatal@reitoria.ul.pt

 


Publicado por Organização às 13:21
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Quarta-feira, 3 de Junho de 2009

Prémio FATAL 2009

Agora o Monstro
A partir de O Sono do Monstro, de Enki Bilal
Encenação de Gustavo Vicente
GTIST - Grupo de Teatro do Instituto Superior Técnico
Atribuído, com o apoio da REN - Redes Energéticas Nacionais, pela inteligente e aparentemente inusitada escolha de um texto de Bilal como ponto de partida para a construção de um espectáculo que, por si só, se nos afigura como um promissor desafio; pelo risco da proposta expressa no processo criativo que coloca criadores e actores/criadores, de modo comprometido, num trabalho de contra corrente, lembrando um valor fundamental para a construção e reconstrução da nossa identidade enquanto indivíduos e enquanto colectivo – a MEMÓRIA; pela opção e apropriação do espaço de exposição e combate/debate, do e no qual os espectadores são parte integrante, sem ponto de fuga para outro olhar que não o de confronto e comprometimento, também; pelo rigor, verdade, honestidade e beleza com que os actores foram revelando orgânica, subtil e minimalmente as personagens tão humanas quanto bizarras, e por isso mesmo, tão apaixonantes, do universo de Enki Bilal.




Fotografia: Luís Boal (MEF - Movimento de Expressão Fotográfica)



Publicado por Organização às 16:37
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Prémio FATAL - Cidade de Lisboa 2009

Reality Show
Criação colectiva do CITAC
Direcção de Vvoitek Ziemilski
CITAC - Círculo de Iniciação Teatral da Academia de Coimbra, da Universidade de Coimbra
Atribuído, com o apoio da Câmara Municipal de Lisboa, pela originalidade, sentido de oportunidade e comprometimento inovadoramente provocatório com que SE e NOS desafiam enquanto sujeitos e objectos duma realidade “atraente” e “devoradora” (quase antropofágica) estimulada pelas “sociedades do espectáculo”. Aqui, no palco, em carne viva, ao vivo e... com menos cor, a realidade das nossas realidades surge-nos de forma desconcertante, impressionante, entediante e, por que não dizer, cruel. Disso nos “falam” os actores, em diálogo orgânico com poderosas imagens, EXPONDO-SE com ritmos e tempos que desafiam as regras convencionais do teatro, confrontando-SE e confrontando-NOS com esta realidade ou “possibilidade de nós”.




Fotografia: Luís Boal (MEF - Movimento de Expressão Fotográfica)



Publicado por Organização às 15:00
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Prémio FATAL do Público 2009

A Culpa é da Galega!
Texto e encenação de Carlos Melo
Teatro da UITI, da Universidade Internacional para a Terceira Idade
Atribuído, com o apoio do IPJ - Instituto Português da Juventude, à peça melhor pontuada pelo público do festival, com uma média aritmética de 4,67 (escala de 1 a 5 valores).




Fotografia: Luís Boal (MEF - Movimento de Expressão Fotográfica)



Publicado por Organização às 13:29
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Terça-feira, 2 de Junho de 2009

GTIST, CITAC e TUITI são os grandes vencedores do FATAL 2009

O FATAL 2009 chegou ao fim numa festa que não esqueceu os 10 anos do maior Festival de Teatro Académico de Portugal. O momento alto da noite foi a Entrega de Prémios aos grupos vencedores, que se prolongou numa Festa ao ritmo dos anos 80.



O GTIST – Grupo de Teatro do Instituto Superior Técnico – venceu o Prémio FATAL 2009, destinado a premiar o melhor espectáculo apresentado no Festival e patrocinado pela REN, com o espectáculo Agora o monstro, encenado por Gustavo Vicente, a partir de Enki Bilal.


O Júri atribuiu o Prémio FATAL Cidade de Lisboa 2009, patrocinado pela Câmara Municipal de Lisboa, ao espectáculo mais inovador do Festival: o do CITAC – Universidade de Coimbra – encenação de Vvoitek Ziemilski e criação colectiva Reality Show.


O Prémio FATAL do Público, patrocinado pelo Instituto Português da Juventude, e destinado a premiar o espectáculo mais votado pelos espectadores, foi atribuído ao TUITI, Teatro da Universidade Internacional para a Terceira Idade, com o espectáculo A Culpa é da Galega!, de autoria e encenação de Carlos Melo, que recebeu ainda uma Menção Honrosa do Júri.


Também o GEFAC (Grupo de Etnografia e Folclore da Universidade de Coimbra), o GTN (Grupo de Teatro da Faculdade de Ciências Sociais e Humana da Universidade Nova de Lisboa) e o NNT (Faculdade de Ciência e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa) arrecadaram Menções Honrosas atribuídas pelo Júri.


A noite continuou com a animação ao som da música dos anos 80, numa Festa FATAL que fechou a 10ª edição do FATAL. Durante 20 noites, 24 grupos mostraram o que de melhor se faz no Teatro Académico de Portugal, Espanha, França, Alemanha e Brasil.


Com a lotação da Sala das Novas Tendências no Teatro da Comuna a rondar os 90%, e, por toda a cidade de Lisboa em performances, workshops, espectáculos site specific, exposições e instalação urbana, foram muitos os espectadores que puderam comprovar a qualidade dos grupos de Teatro Universitário participantes no FATAL 2009, que prometem voltar a animar o coração da cidade na próxima edição.


Fotografia: Agora o Monstro, GTIST (Grupo de Teatro do Instituto Superior Técnico), peça distinguida com o Prémio FATAL 2009. [Créditos: Tânia Araújo | MEF - Movimento de Expressão Fotográfica]


Publicado por Organização às 15:41
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Sexta-feira, 22 de Maio de 2009

Festa FATAL & Entrega de Prémios

29 de Maio de 2009 | 22 horas
Teatro da Comuna


O FATAL toma de assalto o Café–Teatro da Comuna no dia 29 de Maio para a Festa de Encerramento do Festival. Veste a tua roupa mais FATAL e junta-te a nós nesta festa inesquecível. A noite começa com a Entrega dos Prémios atribuídos pelo júri do Festival àqueles que mais e melhor se destacaram nesta edição.


A partir das 24 horas, é altura da música, da dança, da alegria e do espírito dos anos 80 invadirem a sala numa festa que irá até onde a noite nos levar…!


Informações úteis:

Bilhetes à venda no próprio dia, no local – 3 euros

Tel.: +351 210 113 406 fatal@reitoria.ul.pt


 


Publicado por Organização às 18:30
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Terça-feira, 19 de Maio de 2009

FATAL 2009 | Terceira Semana


 

O FATAL 2009 entra na última semana de espectáculos, mas ainda tem muito para mostrar.


Na segunda-feira, dia 18 de Maio, às 21h30, o auditório do IPJ de Moscavide, recebe o dISPArteatro que apresenta Buracos Negros, uma criação colectiva com encenação de Nicolau Antunes.


Dia 19 de Maio, terça-feira, os espectáculos voltam ao Teatro da Comuna. Às 21h30, o palco recebe o grupo aufeinerseite.net, da Ruhr-Universität Bochum, Alemanha. O espectáculo, encenado por Mirjam Schmuck e Fabian Lettow, é Traktor, de Heiner Müller. Este espectáculo será legendado em português.


Na quarta-feira, dia 20 de Maio, às 21h30, o espectáculo Hide (Oculto), a partir de Robert Louis Stevenson, encenado por Fernando Dacosta, é a proposta do grupo da Aula de Teatro Universitária Maricastaña, da Universidade de Vigo, Espanha. A partir das 23 horas, é a Praça Luís de Camões que recebe a performance Uma Viagem de Pijama Enquanto Dormimos Acordados. O grupo NNT, coordenado por Joana Craveiro, mostra, durante 15 minutos, as cenas directors cut do espectáculo As Cidades Impossíveis.


Na quinta-feira, dia 21 de Maio, a noite começa às 20 horas, na Faculdade de Belas-Artes. O grupo bozart, dirigido por A. Branco apresenta a performance a menina do megafone, com a duração de 40 minutos. A partir das 21h30, o Teatro da Comuna recebe o Teatro UITI – Universidade Internacional da Terceira Idade, que se apresenta pela primeira vez na programação principal do FATAL. O espectáculo A Culpa é da Galega!, é da autoria e encenação de Carlos Melo.


Dia 22 de Maio, sexta-feira, às 21h, o Teatro da Comuna recebe a performance Baden-Baden: o acordo, pelo grupo Next, coordenado por Edward Fão. Às 21h30, sobe ao palco o Tictac, da Faculdade de Ciências da Universidade do Porto. O espectáculo Inquietudes (Quarto Suspenso) é construído a partir de vários autores, e encenado por Tó Maia. Às 23h, o dISPArteatro apresenta, no Bairro Alto, Parar, uma performance encenada por Nicolau Antunes.


No sábado, dia 23 de Maio, às 21h30, o Teatro da Comuna recebe o GEFAC, da Universidade de Coimbra, com o espectáculo Você Está Aqui, uma criação e encenação colectivas.


Os espectáculos do FATAL 2009 despedem-se no dia 24 de Maio, domingo, às 17 horas, no Teatro da Comuna. O 3º ano da Licenciatura em Teatro da Universidade de Évora, encenado por Maria do Céu Guerra, apresenta o espectáculo Mulheres que Voam, a partir de vários autores.


Mas o FATAL não vai terminar com os aplausos ao último espectáculo. Ao cair do pano, as luzes viram-se para a Festa FATAL, no dia 29 de Maio, no Café-Teatro da Comuna.


A Festa dos 10 anos FATAL começa com a entrega de prémios. A partir das 22 horas, o júri chama ao palco os grupos vencedores. Depois, a festa prolonga-se, noite dentro, enquanto a cidade se despede da décima edição do maior Festival de Teatro Universitário do país.


Fotografia: Peça Mulheres Que Voam, do 3º Ano de Licenciatura em Teatro, Universidade de Évora, Encenação de Maria do Céu Guerra.



Publicado por Organização às 11:58
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

.Sobre o Festival

.Pesquisar neste blog

 

.Abril 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


.Posts recentes

. FATAL Outras Cenas - Work...

. FATAL Outras Cenas - Itin...

. FATAL Outras Cenas - Form...

. FATAL Outras Cenas - Form...

. Prémio FATAL 2009

. Prémio FATAL - Cidade de ...

. Prémio FATAL do Público 2...

. GTIST, CITAC e TUITI são ...

. Festa FATAL & Entrega de ...

. FATAL 2009 | Terceira Sem...

.Arquivos

. Abril 2010

. Março 2010

. Outubro 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Junho 2007

. Maio 2007

.Tags

. todas as tags

.Links

.Participar

. Participe neste blog